Bairro Vila Paulista

0
203

Por volta de 1887, iniciou-se o surgimento de um novo bairro na cidade de Rio Claro. Ele nascia após a linha férrea. Seu loteamento foi feito pela Companhia Paulista (daí o nome “Vila Paulista”). As ruas do bairro não eram calçadas, mal demarcadas, com muito eucaliptos. Os seus primeiros moradores foram os imigrantes alemães e italianos, que construíram seus primeiros sítios. A Igreja de Santo Antonio tornava-se referência para o bairro. As casas eram simples. Utilizavam água de poço e fossa. Havia uma nascente de água, onde hoje é a Indústria Crosfield. O RIbeirão Claro servia como local de diversão para as crianças do bairro.

Seu comércio consistia em empórios que comercializavam de tudo, e na feira semanal que havia na Rua 1 em frente à Estação, na qual os produtos produzidos pelos sitiantes eram vendidos. Destaque deve ser dado à criação de cabras, levando o bairro a ser apelidado de “Vila das Cabras”. A única interligaçào do bairro com a cidade era a Avenida P-7, onde ficava uma porteira antiga que era a entrada do Horto Florestal.

Com a vinda da Fábrica têxtil Matarazzo, na segunda metade do século XX, o bairro cresceu. Chegou, também, a luz elétrica, atraindo novas indústrias para o local, a Cerâmica Rocha e uma fábrica de refrigerantes. A fábrica Matarazzo funcionou até os anos 60, sendo substituído pela Cianê que continuou com a produção têxtil até o final dos anos 80. Depois disso, o local ficou abandonado até o ano de 1993, quando se iniciaram as reformas para a construção do Shopping Center Rio Claro. Atualmente, destacam-se a Indústria Crosfield, filial da multinacional Gessy Lever; a Metalúrgica Becaro Ltda, que funciona no antigo prédio da Cerâmica Rocha; a Schild, produtos de limpeza, funcionando no antigo prédio do Curtume.

Hoje, o bairro ocupa posição privilegiada na cidade, pelo fato de se situar ao lado da Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade, considerada uma referência nacional e internacional para estudos sobre o eucalipto, sendo gerenciada atualmente pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

Fernando Luiz Daniel
Luiz Augusto Inforzato
André Reis

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui